rádio

O triste fim dos jornais impressos

Dá pena ver jornais impressos serem distribuídos de graça nas ruas de BH.E mais triste ainda é que pouca gente se dispõe a aceitar.Uma vez ou outra pego um para forrar o piso da calopsita do meu neto. É só passar nas esquinas das principais ruas e avenidas da cidade, ou na porta de alguns estabelecimento bancários e lá tem alguém quase implorando que você leve um exemplar do O Tempo, [...]

Naqueles tempos…

Naqueles tempos que não voltam mais, mas que é preciso sempre lembrar, até para não esquecer que eram tempos difíceis, de muito trabalho, às vezes na roça, pouco dinheiro, quase nenhum consumo. Estudo era para poucos, escolas disponíveis e gratuitas eram do Ensino Fundamental, primeira à quarta série. Quem conseguia cumprir esses quatro anos, não era mais analfabeto, tinha a [...]

Os clubes dançantes de BH

Houve um tempo em Belo Horizonte, anos 50 e 60, que o principal e melhor programa na cidade eram as horas dançantes nas casas de famílias e os bailes nos clubes. Era uma época de poucas diversões para os jovens e adultos. Havia o rádio para ouvir, a televisão estava no começo, poucas pessoas tinham, e os cinemas muito caros, só se podia ir uma vez por mês. E olhe lá! Programa das [...]

ANIVERSÁRIO DE 21 ANOS DA CBN

* Guilherme Cardoso Eu e o rádio temos uma ligação muito forte. O primeiro aparelho de rádio chegou lá em casa, no Bairro Pompeia, Belo Horizonte, em 1950, junto com a luz elétrica. Família pobre, às vezes faltava comida. Rádio, nunca. De lá para cá, o rádio sempre foi meu companheiro. Fui ouvinte, sempre participante, ganhei 100 discos em programa de rádio, produzi e apresentei um [...]